Projeto gastronômico iniciado em Itacaré faz sucesso em São Paulo



Tem ares de novidade o Restaurantito das Moças, que serve, na Lapa, pratos triviais, caseiros e bem fornidos, facilmente assimilados pelo paulistano: parmigiana, arroz, feijão, omelete, contrafilé, fritas. A casa, que nasceu de improviso a habitar a garagem do bufê Dedo de Moça, das mesmas donas, as irmãs Calixto, acaba de mudar para um espaço onde antes funcionava uma loja de meias, na mesma rua.


Kibe assado, arroz de lentilhas, coalhada seca & saladinha de pepino

Bem, apesar do ponto novo, o embrião desse restaurante, que hoje atende um público de almoço da região, surgiu no início dos anos 2000 numa casa em Itacaré, na Bahia, sob o comando das mesmas irmãs, Flavia e Taissa, também autoras de dois volumes do livro "Festas em Miniatura" (ed. Senac).

Peito de frango grelhado, ovo frito e salada é uma das opções de pratos do restaurante - Divulgação

Pode incomodar a rádio Alfa ecoando alto, mas, no balanço, a aura é simpática e despretensiosa. Em ambiente simples, mas cuidadosamente decorado com plantas e páletes, come-se receitas do dia a dia, arroz soltinho, feijão-carioca, preparos básicos. Não convém ao contexto, portanto, chamar a tilápia de saint peter ("a tilápia morreu, viva o saint peter", diria André Barcisnki).


Picanha assada com arroz biro-biro, nossa nova farofa & cebola confit

Falta tempero ao tutu de feijão, o mais vernáculo dos pratos mineiros, que acompanha um alto filé-mignon suíno acebolado, um pouco seco, mas macio. Dá graça e cor a esse prato a couve verdejante e o ovo frito de gema mole (R$ 24).

O bife à milanesa surge com salada de batatas (firmes, gostosas, besuntadas num aïoli com boa presença de alho) e arroz de brócolis (R$ 24) e na base do parmigiana, coberto por queijo e molho de tomate, sem que perca a crocância, com batata frita e arroz umedecido em molho de tomate (R$ 36).

Nos pê-efes, que variam a cada dia e fogem do arroz-e-feijão, podem surgir itens como picles de raiz-de-lótus ou uma kafta úmida, suculenta e bem temperada.

Boas sobremesas —exceto o pudim (R$ 4), pálido sob calda rala e sem gosto. Um empório deixa à venda produtos artesanais de parceiros e deve incorporar, em breve, refeições completas para levar para casa.

Por LUIZA FECAROTTA - CRÍTICA DA FOLHA

#Gastronomia

9 visualizações