Itacaré estará representado no próximo MasterChef


Na próxima terça-feira, 5 de setembro, às 22h30, a Band estreia a segunda temporada do MasterChef Profissionais. A atração é coproduzida pelo Discovery Home & Health, que exibirá o programa às sextas-feiras, a partir de 8 de setembro, às 19h20.

Os 16 cozinheiros que entram na cozinha mais famosa do Brasil são de várias partes do país e vão enfrentar grandiosos desafios para mostrar aos chefs Erick Jacquin, Henrique Fogaça e Paola Carosellaque possuem qualidades técnicas para ser o próximo MasterChef Profissional.


Um dos representante será Clécio Campos carrega o forte sotaque de Minas Gerais também na sua gastronomia. Sempre que possível, tenta trazer suas raízes nos pratos que cria. Começou a cozinhar profissionalmente aos 21 anos e trabalhou em eventos com grandes chefes. Adora preparar peixes e frutos do mar e hoje comanda a cozinha de um restaurante em Itacaré, litoral baiano. Clécio preza por usar produtos cultivados por agricultores da região. Para ele, o desafio da alta gastronomia é ser simples. Ele quer mostrar que é possível preparar pratos MasterChef com ingredientes mais acessíveis.

"Já nos primeiros episódios a gente começa a torcer por alguns e a ter simpatia por outros. São personalidades fortes e muito bem delineadas. A nova temporada tem muito mais agilidade e uma facilidade maior de conexão entre os participantes e os espectadores. O programa está emocionante e denso, estou gostando muito de fazer", conta a apresentadora Ana Paula Padrão.

Esta edição terá a maior prova já feita no MasterChef no Brasil: os competidores terão de servir 250 convidados de um casamento. "Os cozinheiros vieram mais preparados, mas ser o próximo MasterChef Profissional não será fácil. Temos provas muito diferenciadas e de muita pressão. Os profissionais vão ter de ter muita determinação, criatividade e saber trabalhar em equipe para vencer a competição", revela o chef Henrique Fogaça.

Ao longo de 14 episódios, os profissionais irão enfrentar provas ainda mais elaboradas, difíceis e impactantes. "As provas de serviço terão menus assinados pelos três jurados, o que reforça ainda mais a pressão sobre os cozinheiros. E, desta vez, os competidores eliminados terão uma nova chance. Vamos promover uma repescagem entre eles", adianta Patricio Díaz, diretor do programa. "O alto nível dos candidatos me surpreendeu. A competição será muito mais dura e difícil do que a primeira temporada. Eles terão que jogar muito bem, principalmente nas provas de pressão de 20 minutos", conta o chef Erick Jacquin.

Já a chef Paola Carosella admira a coragem dos 16 competidores. "Eles colocam tudo em jogo porque a profissão deles é a gastronomia. Muitos deles já têm restaurantes abertos, outros vivem de fazer eventos, de alimentar e de cuidar de pessoas. Sinto uma grande admiração pela coragem deles em correr o risco de serem avaliados por nós e pelos chefs convidados".

Os dois finalistas serão premiados com R$ 1 mil por mês, durante um ano, para compras com o cartão Carrefour. O grande vencedor vai ganhar uma conta na Caixa Econômica Federal recheada com R$ 200 mil, uma viagem pela companhia aérea Emirates para Dubai, nos Emirados Árabes, com hospedagem e direito a um acompanhante, um kit de produtos Tramontina e o troféu de MasterChef Profissional.

Conheça os 16 participantes da segunda temporada do MasterChef Profissionais: Angélica Vitali, Bárbara Cardin, Berta Serra, Clécio Campos, Edney Moreira, Francisco Pinheiro, Guilherme Cardadeiro, Irina Cordeiro, Lubyanka Baltar, Mirna Gomes, Monique Gabiatti, Pablo Ozen, Pedro Pecego, Raíssa Ribeiro, Ravi Leite e William Williges.

#Gastronomia

36 visualizações